Página Temática - Turista

15/03/2017 10:10

Setur discute novos roteiros turísticos com empresas marítimas

Mecanismos para a atração de maior número de navios para os portos baianos foram discutidos por dirigentes da Associação Brasileira de Cruzeiros Marítimos (Abremar) com o secretário estadual do Turismo, José Alves, durante reunião no Grand Hyatt, em São Paulo. O presidente da entidade, Marco Ferraz, falou, sobre o resultado de um exame de logística em diversos pontos do Litoral baiano e o interesse da Abremar em expandir suas atividades na Bahia.

“O potencial do Nordeste brasileiro para o turismo náutico é invejável, mas é pouco aproveitado por questões de infraestrutura e burocracia excessiva. Estamos sugerindo mudanças para que as empresas de cruzeiros mantenham a frequência atual e se sintam motivadas a ampliá-la”., disse Ferraz, na noite de terça-feira (14).

Alves chamou a atenção das empresas marítimas para o potencial da Baía de Todos-os-Santos (BTS), onde podem ser criados novos roteiros. Informou que o Consórcio Nippon/Cobrape/Ruschmann está iniciando a elaboração do roteiro náutico e cultural que inclui batimetria (medição da profundidade da água). O estudo é feito no âmbito do Programa Nacional de Desenvolvimento do Turismo (Prodetur), financiado pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

A ação prevê a roteirização de atrativos e proposição das intervenções necessárias, como a implantação de infraestrutura náutica (píeres, atracadouros, bases náuticas), fornecendo os subsídios para a fase de investimentos na baía. “Vamos incrementar o turismo náutico”, disse o secretário.

O plano de desenvolvimento do turismo náutico na BTS também foi pauta de reunião com o diretor-geral para o Brasil da MSC Cruzeiros, Adrian Ursilli. José Alves e o subsecretário Benedito Braga apresentaram sugestões e oportunidades de investimentos em novos roteiros, que a companhia vai analisar.

Fonte: Ascom/Secretaria do Turismo do Estado (Setur)
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.