Página Temática - Cidadão

07/04/2017 19:10

Voluntárias Sociais recebem 200 kg de peixes para doação

A Semana Santa começa com boas notícias para as famílias assistidas por 10 instituições de atendimento à população carente de Salvador. A Bahia Pesca, empresa vinculada à Secretaria de Agricultura (Seagri), vai doar 200 kg de peixes para estas instituições, por meio das Voluntárias Sociais da Bahia (VSBA). Os peixes serão entregues às voluntárias na próxima segunda-feira (10).

Serão beneficiados com a doação o Abrigo Lar Pérolas de Cristo, a Creche Baby Ney, a Associação e Creche Comunitária Flor da Primavera, a Associação do Clube de Mães Criança Esperança de Santo Inácio, a Casa de Repouso Bom Jesus, o Nosso Lar, o Abrigo Luna, o Abrigo de Idosos São Gabriel, o Abrigo São Lázaro e a Casa de Repouso Samaira.

Os peixes que serão doados fazem parte de um projeto produtivo da Bahia Pesca que utiliza tecnologia adaptada para a produção de peixes, por meio do sistema bioflocos, em áreas de seca. O sistema permite que o produtor passe até seis meses sem precisar renovar a água dos tanques.

“Estamos realizando pesquisas com este sistema de produção, inédito na Bahia, desde novembro. Agora chegamos à fase final da pesquisa, com esta produção de 200 kg de peixes. Os resultados são animadores e, em breve, o sertanejo será beneficiado com a novidade. Ao contrário do que disse a música, o sertão não virou mar, mas vai dar peixe”, afirma o presidente da Bahia Pesca, Dernival Oliveira Júnior.

A tecnologia de bioflocos consiste na técnica de cultivo que estimula o crescimento de bactérias que fazem a assimilação em biomassa bacteriana, formando aglomerados compostos por restos de fezes e ração, bactérias e outros microrganismos. “Esse aglomerado é que chamamos de bioflocos. Essa técnica reaproveita a água do sistema e permite a diminuição de gastos com a renovação da água, reduzindo o consumo e o impacto ambiental e aumentando a eficiência e a sustentabilidade da produção”, explica o gerente de projetos da Bahia Pesca, José Sanches Júnior.

A Bahia Pesca prevê a instalação, em cidades do semiárido, de tanques-lona com capacidade para 20 mil litros de água, que serão povoados com tilápias, peixe de fácil manejo e ótima adaptabilidade. Cada tanque será capaz de produzir, por ano, 3600 quilos de peixes. A Bahia Pesca está em fase de captação de recursos para a implantação dos sistemas nas comunidades rurais do estado.

Fonte: Ascom/Bahia Pesca

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.