Página Temática - Servidor

11/07/2017 18:20

Planserv alerta sobre desperdícios para garantir sustentabilidade do plano

Um trabalho inédito produzido pelo Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (IESS), divulgado este ano, estima que cerca de R$ 22,5 bilhões dos gastos das operadoras de planos de saúde do País com contas hospitalares e exames, em 2015, foram gerados indevidamente, devido a desperdícios com procedimentos desnecessários e fraudes. Isso representa 19% do total das despesas assistenciais realizadas pelas operadoras de planos de saúde. De acordo com a Coordenadora Geral do Planserv, Cristina Cardoso, quando isso acontece, todo o sistema de saúde é afetado. “O uso indevido ou exagerado dos serviços cobertos pela Assistência, assim como a realização de procedimentos desnecessários, comprometem seu equilíbrio financeiro e prejudicam a sustentabilidade do plano em médio e longo prazos”, explica.

Além dos desperdícios, a má conduta de alguns usuários e prestadores de serviço pode afetar o equilíbrio de planos e assistências à saúde. “A existência de fraudes é uma realidade pontual combatida permanentemente no Planserv, através de fiscalizações. O descredenciamento de estabelecimentos em que irregularidades são identificadas e comprovadas é inevitável na medida em que precisamos zelar da melhor forma pela gestão dos recursos, em benefício do interesse público”, conclui a Coordenadora Geral do Planserv.


Fonte: Ascom/ Secretaria da Administração do Estado (Saeb)
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.