02/09/2019 - 14:57

Celebração a Mama Muxima fortalece turismo religioso na Bahia

A primeira celebração a Nossa Senhora da Conceição da Muxima em Salvador foi realizada no último fim de semana, na Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos. A festa contribui para o fortalecimento do turismo religioso na Bahia e estreita os laços do estado com Angola, país no qual Mama Muxima, como a santa é conhecida, é cultuada.
 
Rezada pelo padre Jonathan de Jesus, no domingo (1º), a missa foi marcada por música e devoção à santa, cuja imagem foi trazida de Angola para Salvador em 2018. A igreja ficou lotada de fiéis. Durante todo o fim de semana, Mama Muxima foi homenageada no Centro Histórico de Salvador.
 
Foto: Tatiana Azeviche/Setur
(Foto: Tatiana Azeviche/Setur)
 
“A Bahia, que já tem um turismo religioso forte, ganha também esta festa que une laços entre baianos e angolanos e é apreciada por turistas que circulam pelo Pelourinho”, afirmou o secretário estadual do Turismo, Fausto Franco, presente na missa.
 
O Tríduo a Nossa Senhora da Conceição da Muxima começou nos dias 29 e 30 de agosto, com recitação do terço pelas ruas. No sábado (31), houve catequese Mariana e missa seguida de procissão. A programação de domingo (1º) incluiu repique dos sinos na Igreja do Rosário dos Homens Pretos, recitação de ofício e terço, e a missa solene, ponto alto da celebração. No encerramento foi servido um almoço.
 
Foto: Tatiana Azeviche/Setur
(Foto: Tatiana Azeviche/Setur)
 
Considerada a santa do coração, Mama Muxima começou a ser cultuada em Angola a partir de 1599, quando foi construída uma igreja de Nossa Senhora na capital Luanda. O santuário virou rota de peregrinação e atrai muitos fiéis, principalmente na ocasião das comemorações à santa.
 
Fonte: Ascom/Setur