Governo do Estado vai enviar Lei Cultura Viva Bahia para a ALBA

06/07/2024
Imagem removida.
foto: Lucas Rosário / SecultBa

 

Durante Encontro Nacional Cultura Viva 20 anos, que acontece em Salvador até o sábado (06.07), o Secretário de Cultura Bruno Monteiro anunciou que a proposta de lei já está pronta pra ser enviada para apreciação dos deputados estaduais

O projeto que cria a Lei Estadual Cultura Viva da Bahia está pronto e deve ser enviado à Assembleia Legislativa da Bahia nos próximos dias. Foi o que anunciou, na tarde da última sexta-feira (05.07), o Secretário de Cultura Bruno Monteiro, durante o Encontro Nacional Cultura Viva 20 anos, realizado em Salvador pelo Ministério da Cultura. 

A nova lei, quando aprovada, prevê a criação da Rede Baiana Cultura Viva, da Comissão Estadual de Pontos e Pontões de Cultura, do Cadastro e do Fórum Estadual Cultura Viva na Bahia. “A Lei Estadual Cultura Viva, cujo projeto já passou por todas as áreas de Governo e será assinado pelo Governador Jerônimo Rodrigues nos próximos dias, vai permitir que trabalhemos ainda mais articulados, complementando ação do Governo Federal, dos municípios e das organizações, fortalecendo a atuação em rede e, com isso, o fazer cultural por todo nosso estado”, acredita o Secretário Bruno Monteiro.

A Bahia é um dos estados com maior quantidade de Pontos e Pontões de Cultura do país. São 729 instituições da sociedade civil sem fins lucrativos que realizam atividades culturais em comunidades de cerca de 200 municípios, multiplicando experiências e beneficiando a população local. 

O anúncio foi feito pelo Secretário Bruno Monteiro na mesa “O futuro e as novas fronteiras do Cultura Viva, atividade do encontro que celebra os 20 anos da Política Nacional Cultura Viva, criada em 2004 pelo então Ministro Gilberto Gil e institucionalizada em 2014 com a missão de aprimorar a articulação e mobilização das Redes de Pontos e Pontões de Cultura pelo Brasil. O encontro vai ate o sábado (06.07) quando acontece um cortejo e um ato celebrativo com a participação da Ministra Margareth Menezes.